Tratamento de Água

CONHEÇA AS FASES DE TRATAMENTO DE ÁGUA E A SUA IMPORTÂNCIA PARA A POPULAÇÃO

A água é algo fundamental para todo o planeta, é a substância essencial para a manutenção da vida. Foi no ambiente aquático que surgiram as primeiras formas de vida e que, a partir delas, outras vidas se originaram. A dependência dos seres vivos e a sua evolução sempre estiveram ligadas com a àgua.

Nosso planeta é constituído, em grande parte, por água. Para ser mais preciso, cerca de dois terços da superfície da Terra trata-se do líquido.

Ao ver um número como esse, é comum imaginar que, com essa grande quantidade, a falta de água é um problema que jamais atingirá a raça humana. A realidade, no entanto, é o contrário do que muitos possam pensar. De todo esse valor do líquido existente, menos de 3% são de água doce, que é a água que não possui presença de sal e, portanto, própria para o consumo humano.

IMPORTÂNCIA DA ÁGUA PARA OS SERES VIVOS

Com certeza você já ouviu alguém dizer ou leu em algum lugar que água é a fonte da vida. Essa afirmação, apesar de parecer clichê, é verdadeira, visto que independente de quem somos, de onde vivemos e de tudo aquilo o que fazemos, precisamos do precioso líquido para viver.

O recurso natural é o principal em relação à maioria das atividades humanas, além de estar presente na composição bioquímica dos organismos vivos, em grande quantidade, nas células do corpo.

Por causa desses motivos que a água, quando está em falta, faz com que a vida fique ameaçada, pois é fonte de vida.

Dentre os pontos importantes da água doce para os seres humanos, temos:

  • Irrigação na agricultura
  • Geração de energia nas usinas hidrelétricas
  • Uso nas produções industriais
  • Manutenção e funcionamento do organismo humano

O corpo humano é formado, em grande parte, por água. Para ser mais preciso, cerca de 70% do organismo é constituído pelo líquido.O corpo humano é formado, em grande parte, por água. Para ser mais preciso, cerca de 70% do organismo é constituído pelo líquido, que o utiliza para uma grande diversidade de atividades. A ingestão de água se faz necessária de forma constante, durante o dia todo, porque ao longo dos afazeres, essa quantidade do líquido é perdida em determinados processos. Entre as principais formas que o corpo perde água, estão através da urina, da respiração, do suor e da eliminação das fezes.

A recomendação do Ministério da Saúde é que sejam consumidos, diariamente, ao menos dois litros de água. Essa quantidade, no entanto, deve ser regulada conforme o organismo e a temperatura do ambiente, por exemplo.

ÁGUA POTÁVEL

Para que a água possa ser consumida é necessário que seja potável, ou seja, não possua microorganismos que possam desencadear doenças, não ter impurezas, possuir flúor e sais minerais.

As principais características que classificam a água como própria para consumo, ou seja, potável, são: não conter organismos que possam causar doenças, ser incolor, inodora e com sabor indefinível, apesar de ser possível diferenciá-la de outros líquidos.

É por causa desses diversos elementos que ingerir a água de um rio, represa ou lago não se trata de algo viável, pois ela pode apresentar um grande número de impurezas.

Essas impurezas, em grande parte, são derivadas de ações inconsequentes da raça humana, que vêm poluindo, há tempos, boa parte da água do mundo. Dentre essas ações errôneas, podemos destacar o descarte de resíduos industriais e esgoto.

A poluição que afeta as águas faz com que seja necessário o tratamento dela antes de ser consumida pela população, evitando contaminações e adversidades.

O QUE É O TRATAMENTO DE ÁGUA?

Você consegue imaginar todo o processo que a água que sai da torneira passa até chegar em seu lar, límpida, sem gosto ou cheiro?

Para que isso aconteça, é necessário que ocorra um processo de tratamento de água, que trata-se da união de diversos procedimentos químicos e físicos que são aplicados para que a água fique apta para ser consumida ou, seja se torne potável. Essa série de atividades faz com que o líquido fique livre de contaminações e, dessa forma, evite que determinadas doenças sejam transmitidas.

Quando se fala em consumo de água, não devemos limitar o pensamento em pensar apenas no ato de beber o líquido mas, sim, em utilizá-la para higiene pessoal, na agricultura, no preparo de alimentos e na lavagem de roupas e carros, por exemplo.

A forma de como o processo de tratamento de água se dá depende do modo em que ela foi captada. Caso tenha sido captada de forma subterrânea, como em poços artesianos, por exemplo, não é necessário tratá-la com todos os procedimentos que são realizados em uma estação de tratamento de água. O solo funciona como uma espécie de filtro natural, pois impede que impurezas e determinadas toxinas se concentrem na água. Para que ela possa ser consumida sem oferecer riscos, é necessário apenas a adição de cloro e flúor em sua composição.

TIPOS DE TRATAMENTO DE ÁGUA

Existem dois tipos de tratamento de água. Um deles é o Tratamento de água (ETA), que filtra as sujeiras da água doce. O outro é o Tratamento de esgoto (ETE), que serve para limpar a água que é despejada no esgoto, fazendo com que ela possa ser enviada de volta para os rios com menos impacto ecológico.

FASES DO TRATAMENTO DE ÁGUA

Para que possamos consumi-la, a água passa por três fases antes de chegar em nossas residências. Essas três fases são: captação, tratamento de água e distribuições.

A captação nada mais é do que o recolhimento da água em sua forma "bruta", ou seja, sem o devido tratamento e, portanto, com impurezas. Geralmente, a captação é realizada com a colaboração de adutoras (conjuntos de tubos que transportam líquidos ou gases) que estão alocadas em mananciais superficiais como rios, nascentes e lagos, e subterrâneos, como poços, por exemplo.

Quando chega na estação de tratamento pelas adutoras, a água passa por grades de tamanhos muito grandes, que ajudam a impedir que materiais e impurezas grandes continuem no processo do tratamento de água, como galhos e animais mortos, por exemplo.

Depois de passar pelas diversas etapas de tratamento (saiba quais são elas de forma detalhada abaixo), a água está apta para passar pelos testes laboratoriais para que seja atestada sua condição de potável.

Após esse processo, a água pode, então, ser distribuída pela rede de distribuição responsável, chegando nos locais devidos.

ETAPAS DO PROCESSO DE TRATAMENTO DE ÁGUA

Na fase de tratamento de água os profissionais envolvidos são químicos, biólogos e outros profissionais de áreas ligadas aos laboratórios. As etapas que costumam constituir o tratamento de água são:

  • Oxidação;
  • Coagulação;
  • Floculação;
  • Decantação;
  • Filtração;
  • Desinfecção;
  • Fluoretação;
  • Correção do pH;
  • Ortopolifosfato de sódio.

Saiba mais sobre cada fase de forma detalhada a seguir:

OXIDAÇÃO

Trata-se da primeira etapa, quando o cloro é misturado na água, a fim de oxidar os metais que nela estão presentes. Os metais que costumam se apresentar dissolvidos na água são o manganês e o ferro.

COAGULAÇÃO E FLOCULAÇÃO

Nesta etapa mistura-se a água com um sal denominado sulfato de alumínio. O sulfato férrico também costuma ser utilizado. Esses componentes são coagulantes que colaboram no tratamento de água pois possuem determinadas propriedades que formam flocos gelatinosos que se unem às impurezas, facilitando a remoção das mesmas.

Na floculação, os flocos formados na coagulação se juntam ainda mais, formando flocos de impurezas maiores e mais pesados.

DECANTAÇÃO

Nesta parte do processo, a água, bem como os flocos de impurezas, vão passando, de forma lenta, pelos decantadores. Com a ajuda da ação da gravidade, os flocos são separados da água, pois são mais densos do que ela.

Esta etapa costuma durar de duas a três horas e colabora facilitando a deposição das impurezas no fundo do decantador.

FILTRAÇÃO

Depois de passar pelos decantadores, a água é, então, encaminhada para os filtros, onde as impurezas que ainda estão presentes nela são devidamente retiradas. Os filtros possuem algumas camadas, entre elas a de areia, de cascalho e de carvão ativado, que se trata de uma substância que tem capacidade de tirar o sabor e odor dos outros elementos químicos usados no processo.

DESINFECÇÃO OU CLORAÇÃO

Para eliminar microorganismos que podem transmitir doenças, determinados agentes desinfetantes são usados, como por exemplo o cloro na forma de sal, íons de prata e luz ultravioleta.

FLUORETAÇÃO

Após a etapa de filtração, a água já está potável, ou seja, com qualidade suficiente para ser ingerida. No entanto, nessa fase são adicionados compostos à base de flúor, visando a prevenção da incidência de cárie dentária na população.

CORREÇÃO DO PH

Caso seja necessário, é nessa etapa em que adiciona-se cal hidratado na água, para diminuir a acidez e corrigir o pH do líquido.

ORTOPOLIFOSFATO DE SÓDIO

A substância é acrescentada apenas no final porque, dessa forma, toda a tubulação do processo fica protegida contra corrosão e oxidação.

CONSUMO DE ÁGUA EM MÁS CONDIÇÕES

Consumir água que não é tratada de forma correta pode ocasionar em problemas variados, pois ela pode estar contaminada por seres vivos como microrganismos e vermes que provocam doença no organismo. Um exemplo sério de contaminação na água é a presença de esquistossomos, que são os vermes que causam a esquistossomose, doença também conhecida como "barriga d'água".

Uma outra possibilidade é que a água pode estar poluída excessivamente com determinadas substâncias tóxicas, como o mercúrio, que trata-se de um metal extremamente denso e venenoso que costuma ser utilizado por garimpeiros nas margens dos rios para ajudar na separação de ouro e outras partículas. O óleo descartado pelos navios nas águas marinhas também é uma substância poluente.

EFEITOS DO TRATAMENTO DE ÁGUA

O ato de tratar a água promove melhoria em determinados aspectos, que são: os higiênicos, que se referem à remoção de microorganismos como vírus, bactérias e outras substâncias que podem causar danos à saúde humana, além de reduzir as impurezas e s compostos orgânicos; os estéticos, que se referem à correção de odor, sabor e cor do líquido; os econômicos, que se referem à diminuição da corrosividade, da turbidez e do ferro e manganês.

TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO ADEQUADO

Tão importante quanto o tratamento, o transporte e o armazenamento de água também merecem a devida atenção. Afinal, de nada adianta que a água tenha tratamento correto se as tubulações por onde ela vai passar estejam velhas e com má manutenção. Seguindo o mesmo pensamento, o local onde é armazenada, como caixas d'água, por exemplo, também deve ter limpeza adequada, evitando adversidades como o limo, por exemplo. Quando todos os processos acontecem de forma correta, a boa qualidade da água é garantida, afastando a possibilidade de possuir impurezas e de promover doenças.

EVITE O DESPERDÍCIO!

Desperdiçar água é um dos maiores problemas ambientais que vêm acontecendo de uns anos para cá. É por isso que a preservação e o uso de forma racional da água tem sido um assunto presente em muitas conversas, debates, discussões e palestras.

O desperdício de água ocorre de diversas maneiras e em ambientes diversos: desde pequenas atitudes diárias dos cidadãos, como tomar banho muito demorados e deixar a torneira ligada enquanto escova os dentes, por exemplo, até as grandes indústrias e empresas de agronegócios.

Outro ponto que colabora no desperdício de água são as falhas no abastecimento de água, geralmente causadas por falhas técnicas, falta de manutenção e problemas em tubulações. É importante que todos os cidadãos, bem como as empresas, analisem e modifiquem sua relação de uso de água, além de pensar em soluções para evitar o desperdício de água no país. Entre as mudanças simples que podem ser realizadas diariamente na rotina, estão: atentar-se ao tempo no banho, escovar os dentes e lavar a louça com a torneira desligada, não apertar o botão de descarga por muito tempo, não jogar lixo em rios e lagos, evitar a lavagem de calçadas com água, usar sabão ou detergentes biodegradáveis, não jogar lixo em vasos sanitários, não descartar restos de óleos de frituras ou resquícios de comidas em vasos sanitários e pias, reaproveitar água da chuva para limpeza do quintal e para aguar plantas, e verificar se as torneiras estão bem fechadas e sem vazamentos.




Regiões onde a Tratamento de Água e Efluentes atende Tratamento de Água:

  • Selecione a região do Brasil

Regiões onde a Tratamento de Água e Efluentes atende Tratamento de Água:

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros
  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia
  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M'Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana
  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • São Bernardo do Campo
  • Santo André
  • Diadema
  • Guarulhos
  • Suzano
  • Ribeirão Pires
  • Mauá
  • Embu
  • Embu Guaçú
  • Embu das Artes
  • Itapecerica da Serra
  • Osasco
  • Barueri
  • Jandira
  • Cotia
  • Itapevi
  • Santana de Parnaíba
  • Caierias
  • Franco da Rocha
  • Taboão da Serra
  • Cajamar
  • Arujá
  • Alphaville
  • Mairiporã
  • ABC
  • ABCD
  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilha Comprida
  • Iguape
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe